http://www.cert.br

 

  • Falsificação de e-mail, ou e-mail spoofing, é uma técnica que consiste em alterar campos do cabeçalho de um e-mail, de forma a aparentar que ele foi enviado de uma determinada origem quando, na verdade, foi enviado de outra.

    Esta técnica é possível devido a características do protocolo SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) que permitem que campos do cabeçalho, como “From:” (endereço de quem enviou a mensagem), “Reply-To” (endereço de resposta da mensagem) e “Return-Path” (endereço para onde possíveis erros no envio da mensagem são reportados), sejam falsificados.

    Ataques deste tipo são bastante usados para propagação de códigos maliciosos, envio de spam e em golpes de phishing. Atacantes utilizam-se de endereços de e-mailcoletados de computadores infectados para enviar mensagens e tentar fazer com que os seus destinatários acreditem que elas partiram de pessoas conhecidas.

    Exemplos de e-mails com campos falsificados são aqueles recebidos como sendo:

    • de alguém conhecido, solicitando que você clique em um link ou execute um arquivo anexo;
    • do seu banco, solicitando que você siga um link fornecido na própria mensagem e informe dados da sua conta bancária;
    • do administrador do serviço de e-mail que você utiliza, solicitando informações pessoais e ameaçando bloquear a sua conta caso você não as envie.

    Você também pode já ter observado situações onde o seu próprio endereço de e-mail foi indevidamente utilizado. Alguns indícios disto são:

    • você recebe respostas de e-mails que você nunca enviou;
    • você recebe e-mails aparentemente enviados por você mesmo, sem que você tenha feito isto;
    • você recebe mensagens de devolução de e-mails que você nunca enviou, reportando erros como usuário desconhecido e caixa de entrada lotada (cota excedida).